Com investimento de aproximadamente R$ 500 mil, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), entregou, na manhã de hoje, a reforma da Escola Municipal Virgínius da Gama e Melo, no bairro Mangabeira I. Com um novo padrão de qualidade, o governo municipal investe na humanização e atratividade dos equipamentos da educação dos estudantes do Ensino Fundamental e da EJA. “Vamos continuar investindo na educação porque sabemos que este é o caminho para o futuro da nossa Capital”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

A escola recebeu um novo projeto elétrico, manutenção e recuperação da parte hidrossanitária e esquadrias, implantação de um escovódromo, pintura geral e construção de uma área de serviço para o pessoal de apoio. Além disso, também foi feita a recuperação das calçadas, retelhamento, melhoria e manutenção do ginásio poliesportivo e reconstrução de duas passarelas. A unidade atende a 384 alunos.

“Esta é mais uma oportunidade que temos para reafirmar nosso compromisso com a educação. Sem dúvida alguma, quando a gente consegue investir na melhoria da estrutura física das escolas, isso é um passo importante para que os professores e alunos tenham um ambiente mais saudável e acolhedor, onde a gente pode estabelecer uma relação cada vez mais próxima entre aluno, família e escola. É um investimento que vai qualificar cada vez mais a escola e melhorar as condições para ofertar um serviço de qualidade”, declarou o prefeito.

A secretária de Educação e Cultura, Edilma Ferreira, destacou a humanização do processo educativo e disse que a comunidade escolar deve ser uma parceira da Prefeitura para cuidar da unidade de ensino. “É com muita alegria que entregamos mais um equipamento da educação revitalizados e humanizado. Nossos adolescentes precisam de um espaço atrativo e por isso nós mexemos em cada cantinho porque sabemos que a infraestrutura das escolas, aliada à qualidade do ensino, interfere na autoestima da meninada. Agora é hora da comunidade se unir para cuidar da manutenção dos espaços que são importantes para ela”, afirmou.